assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores

25 agosto 2011

Cristãos têm tanto direito de se sentirem ofendidos quanto eu de os ofender, diz comediante ateu que posa crucificado

Chega amanhã nas bancas americanas a edição deste bimestre da New Humanist. Na capa, o comediante Rick Gervais crucificado em um pedestal de microfone, com a palava “ateu” escrita no peito com letras maiúsculas num tom que lembra sangue. 


De sua boca sai um balão com um trecho daricky-gervais-crucified-139x180 entrevista onde ele afirma: “você tem o direito de se sentir ofendido e eu tenho o direito de lhe ofender”.
O ator inglês, de 50 anos, está preparando um novo sitcom no qual o personagem principal é um ateu que chega ao céu. Gervais irá interpretar Deus no programa.
Ele te se destacado no meio artístico por sua ampla defesa do ateísmo e não se intimida de falar sobre sua perda de fé, mesmo sendo criado em uma família cristã. Ele diz não entender porque os cristãos sentem-se ofendidos pela ideia de alguém não acreditar no seu Deus, uma vez que há milahres de outros deuses nos quais eles mesmos não acreditam.
Ainda sobre a foto da capa, ele diz que se mantém “em pé por suas convicções”, num trocadilho com stand up [a comédia em pé] que marcou o início de sua carreira.
Vários líderes cristãos se manifestaram sobre o uso da imagem que lembra Jesus Cristo, afirmando que Gervais tem o direito de não acreditar, mas não pode ignorar o que é sagrado para os outros. Em especial, porque o comediante já anunciou que vai usar a foto como pôster de sua nova turnê do show que fará em diversos teatros ainda neste ano.
A controvérsia da foto de Gervais começou quando a revista Rolling Stone negou-se a publicá-la em sua capa. Por aqui, a Rolling Stone já colocou o comediante Rafinha Bastos como Jesus na capa alguns meses atrás.
fonte:G.Noticias








Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

POR FAVOR DEIXE SEU COMENTÁRIO!!
OBRIGADA!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...






selo